• 230X230 CentroAletti 0006230X230 CentroAletti 0011230X230 CentroAletti 0018
    © Centro Aletti
  • 230X230 CentroAletti 0001230X230 CentroAletti 0004230X230 CentroAletti 0005
    © Centro Aletti
  • 230X230 CentroAletti 0019230X230 CentroAletti 0020230X230 CentroAletti 0021
    © Centro Aletti
“EU RENOVO TODAS AS COISAS”: ABRIR-SE À NOVIDADE QUE É JESUS

Ir. Marta Heleno, aci
A partir de agora, revelo-vos coisas novas, que estavam ocultas e que desconhecíeis; vão ser criadas agora e não o foram antes. Nem ouvistes falar delas antes de hoje mesmo, para que não pudésseis dizer: «Já o sabia».

[Is 48, 6-8]

O nosso Deus é o Deus da eterna NOVIDADE! É esta a grande promessa de Deus… promessa totalmente cumprida em Jesus Cristo que “trouxe toda a novidade trazendo-Se a si mesmo” (Santo Ireneu). 

  • Como ando de NOVIDADE na minha vida? Deixo-me interpelar por ela? Sou capaz de descobrir este Deus “sempre novo”? De O anunciar? Ou vou caindo numa rotina sem-saborona, que me impede de saborear a VIDA até ao fundo e de receber essa VIDA EM ABUNDÂNCIA que Jesus nos veio trazer?!
  • Qual tem sido a minha atitude perante as coisas, as circunstâncias da minha vida? A prepotência de quem “já sabe tudo”? A arrogância de quem não espera nada de novo? Ou o coração pobre e humilde que tudo recebe e agradece como GRAÇA e DOM?

O que estava sentado no trono afirmou: «Eu renovo todas as coisas». E acrescentou: «Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras.» (Ap 21,5)

  • Acredito no Deus que “renova todas as coisas”? São “dignas de fé” estas palavras?
  • Estou disposto a acreditar que é mesmo possível a mudança – a minha, a dos outros, a das circunstâncias… ou deixei de acreditar?
  • O que há em mim, na minha vida, que precisa de ser “renovado”, que precisa de “re-começar”?